Quinta, 20 de Janeiro de 2022
(99) 98826-8130
Anúncio
Polícia Crime

Facção sequestra dupla, um foge do cativeiro e outro é executado e enterrado em matagal em Timon.

A Polícia Civil do Maranhão localizou no início da noite desta quarta-feira (1/12), o corpo do jovem Matheus Salgado Lima, 21 anos, residente no bairro Cidade Nova,

02/12/2021 08h01
784
Por: Redação Fonte: Blog do Lucão.
divulgacao.
divulgacao.

 

A Polícia Civil do Maranhão localizou no início da noite desta quarta-feira (1/12), o corpo do jovem  Matheus Salgado Lima, 21 anos, residente no bairro Cidade Nova, em Timon.

O seguestro

Matheus tinha 21 anos, morava no Cidade Nova e tinha um processo por roubo
Matheus tinha 21 anos, morava no Cidade Nova e tinha um processo por roubo

Matheus estava desaparecido desde domingo (28), a noite,  quando foi abordado e sequestrado por indivíduos armados que o levaram a uma casa no bairro Cocais, em Timon-MA. Um amigo de Matheus que não teve o nome revelado também foi sequestrado e conseguiu fugir do cativeiro. Matheus e o amigo resolveram curtir o domingo a tarde no Parque Ambiental, bairro Sucupira, em Timon e quando estavam indo embora, foram abordados por cerca de 15 indivíduos, alguns armados. A dupla foi levada para o Conjunto Cocais onde foram torturados e Matheus executado pelo grupo. O amigo conseguiu fugir no momento em que levaram Matheus para executa-lo. 

Continua depois da publicidade
 

Cativeiro localizado

Policiais Civis da Delegacia de Homicídios foram comunicados na segunda-feira (29) e tão logo iniciaram as diligências, localizaram o cativeiro onde as vítimas foram torturadas. Objetos das vítimas foram localizadas na residência que servia de cativeiro. Investigadores do 1°DP e da Denarc, unidades de Timon, se uniram nas diligências que visavam localizar Matheus ainda com vida e prender os autores. Na tarde de ontem (1), equipe da Delegacia de Homicídios conseguiu prender Diego Alves Costa, 18 anos e um adolescente de iniciais K.F.S., 17 anos de idade. 

Mãos amarradas

Com as prisões, os policiais civis localizaram o corpo de Matheus ainda a noite, numa região de mata, nas proximidades do Conjunto Lourival Almeida. O corpo estava com as mãos amarradas. A perícia criminal esteve no local e o IML removeu o corpo.

Trabalho contínuo

Conforme relatos dos policiais, o trabalho foi contínuo, dia e noite e o objetivo era localizar a vítima viva, o que não aconteceu, sendo que a família da vítima não acreditavam que Matheus estivesse vivo, mas queria o corpo para poder fazer as honras fúnebres. 

Guerra

O crime é mais um dentre muitos na guerra das facções em Timon. Matheus morava num bairro onde há predominância de faccionados rivais aos que o mataram, e possuia um processo por roubo.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.