Quinta, 20 de Janeiro de 2022
(99) 98826-8130
Anúncio
Esportes Esporte

Hulk comanda virada, e Atlético-MG coloca a mão na taça do Brasileiro

Pode gritar "é campeão"? Para o atleticano, pode! O Galo deixou para trás a (ainda) irrisória possibilidade de não ser campeão do Brasileiro 2021 e fez festa no Mineirão com a vitória de virada por 2 a 1 sobre o Fluminense

28/11/2021 21h04
52
Por: Redação Fonte: O globo
  • Resumão

    Pode gritar "é campeão"? Para o atleticano, pode! O Galo deixou para trás a (ainda) irrisória possibilidade de não ser campeão do Brasileiro 2021 e fez festa no Mineirão com a vitória de virada por 2 a 1 sobre o Fluminense, neste domingo. O Galo chegou aos 78 pontos e ficou muito, mas muito perto da conquista. Torcida e jogadores comemoram a conquista tão próxima após a partida.

    Melhores momentos de Atlético-MG 2 x 1 Fluminense pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro

    Melhores momentos de Atlético-MG 2 x 1 Fluminense pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro

  • Quando vem o título?

    Pode vir já na terça. Se o Flamengo não vencer o Ceará, no Maracanã, o Galo já garantirá o título. Com 78 pontos (11 a mais que o Rubro-Negro), o time não poderá ser mais alcançado em caso dessa combinação. Se o concorrente triunfar, o título poderá vir diante do Bahia até mesmo com um triunfo. Veja a matemática!

    Hulk comemora gol pelo Atlético-MG

    Hulk comemora gol pelo Atlético-MG (Foto: Pedro Souza)

  • Hulk decisivo

    O grande destaque do Atlético-MG no Brasileiro é, sem dúvida, Hulk. Com o gol de pênalti e de falta, ele comandou a virada do Galo sobre o Fluminense e encaminhou o título alvinegro do Brasileiro. Com os dois marcados, chegou a 16 na competição, da qual é artilheiro absoluto.

    Hulk comemora gol pelo Atlético-MG

    Hulk comemora gol pelo Atlético-MG (Foto: Pedro Souza)

  •  
  • Primeiro tempo

    O Fluminense começou testando Éverson. André arriscou de fora da área, obrigando o goleiro atleticano a defender. O líder do Brasileiro respondeu com Keno e Diego Costa, mas a bola foi para fora. Aos 13 minutos, o Fluminense abriu o placar. Bola açucarada na área para Manoel, novidade na escalação, cabecear para o gol. Fred, logo depois, tentou ampliar, mas o chute esbarrou em Everson. Aí chegou a vez do Galo pressionar. Após revisão do VAR, pênalti marcado, e gol de Hulk (o 15º dele no Brasileiro). O Galo seguiu pressionando e chegou próximo em tentativas de Keno e Jair. Mas a primeira etapa terminou empatada.

  • Segundo tempo

    O Galo voltou ligado para a segunda etapa, enquanto Fluminense parece ter ficado no vestido. Assim, o time alvinegro foi para cima e pressionou. Junior Alonso cabeceou, mas Marcos Felipe defendeu no cantinho. Aos 14 minutos, apareceu novamente Hulk. O atacante cobrou falta, a bola desviou e morreu no fundo do gol. O time carioca tentou reagir na partida, mas não conseguiu. O Galo manteve o placar e ficou ainda mais perto da conquista.

    Com a derrota por 2 a 1, o Fluminense saiu do Mineirão com a bronca diante da arbitragem, em especial do VAR. O clube carioca reclamou bastante do pênalti marcado no primeiro tempo, que originou o gol de empate atleticano. Após ser chamado pelo VAR, o árbitro Marielson Alves Silva deu toque de mão de Marlon em disputa com Diego Costa. Na Central do Apito, o comentarista Sandro Meira Ricci não viu motivo para a marcação da penalidade.
    Lance de pênalti para o Atlético-MG, aos 32' do 1T

    Com 78 pontos, o Galo volta a jogar na próxima quinta-feira, quando visita o Bahia, na Fonte Nova, às 18h (de Brasília). O Bahia também é o próximo adversário do Fluminense. O Tricolor carioca joga no próximo domingo, às 16h, em Salvador. A equipe tem 51 pontos e ainda está em sétimo lugar.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.