Terça, 07 de Dezembro de 2021
(99) 98826-8130
Anúncio
Geral Greve .

Motoristas e cobradores aceitam acordo da PGM e suspendem greve dos ônibus em Teresina

Assembleia ocorreu na manhã deste sábado (16), na sede do Sintetro, no Centro de Teresina. PGM tem prazo de 72 horas para analisar acordo coletivo dos trabalhadores. Greve pode ser retomada na quarta-feira (20).

17/10/2021 05h58
13
Por: Redação Fonte: portal odia .
divulgacao
divulgacao

Motoristas e cobradores aceitam acordo da PGM e suspendem greve dos ônibus em Teresina

Motoristas e cobradores aceitaram, em assembleia neste sábado (16), o acordo da Procuradoria Geral do Munícipio (PGM) e decidiram suspender a greve do transporte público prevista para ocorrer na próxima segunda-feira (18), em Teresina. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Em Empresas de Transportes Rodoviários No Estado do Piauí (Sintetro), a PGM deu um prazo de até 72 horas para se manifestar sobre a assinatura da convenção coletiva da categoria de modo a garantir os direitos e benefícios já conquistados pelos trabalhadores do setor e que acabaram sendo suspensos durante a crise da pandemia.

Foto: Arquivo/ODIA 

Miguel Arcanjo, do Sintetro, disse à reportagem que os trabalhadores decidiram aguardar o prazo estabelecido pela PGM. Caso eles não tenham uma posição até a próxima terça-feira (19), o movimento grevista deve ocorrer na quarta-feira (20).


"Os trabalhadores acataram o pedido da PGM de suspender o movimento previsto para acontecer na segunda-feira (18). Vamos esperar o prazo de 72 horas solicitado pela Procuradoria Geral do Município (PGM) para se manifestar. O órgão vai avaliar o que pode ser feito para que a convenção dos trabalhadores seja assinada e, a partir desse prazo, se não houver nenhuma resolução em relação a assinatura do documento, os trabalhadores que decidiram pela suspensão retornam o movimento na quarta-feira (20)", disse Miguel Arcanjo, 2º Secretário de Imprensa do Sintetro. 


 Os trabalhadores receberam proposta na tarde da sexta-feira (15) e, por isso, realizaram a assembleia para discutir a matéria na manhã deste sábado . 

A convenção coletiva de trabalho vem discutida pelos trabalhadores e empresário desde o último dia 12 de outubro. Além do acordo dos trabalhadores, o sindicato também busca a discussão da recontratação dos funcionários que foram demitidos durante a crise sob o risco de não haver mão de obra suficiente que atenda à demanda  de ônibus na cidade. Contudo, o Setut informou que compreende as dificuldades enfrentadas no setor de transporte coletivo e que continua aberto ao diálogo, a fim de solucionar a situação, como também esclarecer sobre o cenário do sistema e os pontos acordados com a Prefeitura de Teresina.  

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.