Sexta, 22 de Outubro de 2021
(99) 98826-8130
Anúncio
Geral Politica

Em Timon, Flávio Dino defende fim do ICMS do combustível e rebate presidente Bolsonaro .

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), rebateu declarações do presidente Jair Bolsonaro e pontuou que a responsabilidade pelo aumento no preço do combustível no país é do Governo Federal.

01/10/2021 12h24 Atualizada há 3 semanas
29
Por: Redação Fonte: Redação Folha
cidadeverde
cidadeverde
  • FLAVIO_DINO_EM_TIMON_(10).jpg Roberta Aline
  • FLAVIO_DINO_EM_TIMON_(9).jpg Roberta Aline
  •  
  • FLAVIO_DINO_EM_TIMON_(7).jpg Roberta Aline
  • FLAVIO_DINO_EM_TIMON_(5).jpg Roberta Aline
  • FLAVIO_DINO_EM_TIMON_(4).jpg Roberta Aline

Questionado, Flávio Dino não confirmou nenhuma previsão para redução do preço do ICMS, especificamente, no Maranhão, segundo ele, porque a fixação dos preços dependem de questões externas ao estado. Ele aproveitou para acrescentar que defende, inclusive, a extinção do imposto. 

“Colocaram o preço vinculado ao dólar ao preço internacional, isso é uma novidade no Brasil.

O barril sobe em Nova York e quem paga o preço é a dona de casa de Timon. Eu sou a favor do fim do ICMS, por mim nem existia. É preciso uma reforma tributária para acabar com ele”, frisou. 

Flávio Dino fez a passagem Timon para inaugurar a nova estrutura da Ceasa, uma a biblioteca do campus da UEMA, novas instalações do Ciretran e obras de pavimentação asfáltica. No palco onde diversas autoridades maranhenses se reuniram, o gestor reuniu nomes da base e oposição. A exemplo o deputado Rafael (PDT), que rompeu recentemente com o grupo de Chico Leitoa.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.