Quinta, 05 de Agosto de 2021
(99) 98826-8130
Anúncio
Polícia policia

Caso das adolescentes que cavaram a própria cova: sexto suspeito é preso .

Prisão aconteceu no estado do Pará, no município de Marabá .

20/07/2021 22h06 Atualizada há 2 semanas
105
Por: Redação Fonte: MN

A Polícia Civil  já prendeu seis acusados da morte das adolescentes Joyce Ellen, 15 anos, e Maria Eduarda, 17 anos, torturadas e obrigadas a cavarem a própria cova antes de serem mortas.

O crime que repercutiu no país, pelos requintes de crueldades, aconteceu no dia 21 de março deste ano.

No total, dez  pessoas foram indiciadas e quatro são consideradas foragidas da Justiça. A última prisão aconteceu nessa segunda-feira (19), no Pará.

Jovens mortas no dia 21 de março foram obrigadas a cavar a própria cova Jovens mortas no dia 21 de março foram obrigadas a cavar a própria cova 

As pessoas indiciadas fazem parte do chamado “Tribunal do Crime”. As vítimas não faziam parte da organização criminosa, mas conheciam pessoas da facção. Segundo a polícia,  Jocye morava  na área da organização rival e, em tom de brincadeira, fazia posts em suas redes sociais mencionando a facção.

A outra jovem morta, Maria Eduarda, morava na área da área da facção a que matou e também fazia postagens nas redes sociais mencionando a organização.

"As investigações chegaram a conclusão do requinte de crueldade aplicado nas jovens. Uma das vítimas pediu para morrer de tiro ou que a enterrasse viva, mas que parassem de bater nela. Os laudos cadavéricos apontaram que as adolescentes foram mortas com golpes de faca, taco, pá e picareta e uma delas enterrada ainda viva", contou o delegado Antônio Valente.

PRISÕES

A primeira prisão foi efetuada na cidade de Carlos Barbosa, no Rio Grande do Sul, no dia 23 de abril.  A suspeita não teve o nome revelado, mas trata-se da responsável pelo comando das mulheres que fazem parte da facção. As roupas da vítimas foram encontradas em sua casa.

Outras duas prisões foram efetuadas em Teresina no dia 24 de junho. Quatro dias depois, no dia 28, uma quarta pessoa acusada também foi presa; No dia 13 de julho, uma quinta acusada de envolvimento no crime foi presa no município de Uruçuí.

Na segunda-feira, dia 19 de julho, uma sexta pessoa foi presa no Pará, na cidade de Marabá.

Suspeita de ser mandante do crime contra as adolescentes foi presa no Rio Grande do Sul Suspeita de ser mandante do crime contra as adolescentes foi presa no Rio Grande do Sul 

FORAGIDOS

A polícia segue em busca de mais quatro suspeitos, que estão foragidos: Willian de Sousa Teófilo, Karina Ellen do Carmo Sousa, ambos de Teresina, além de Johnny Willer Rodrigues de Souza, um dos líderes de organização criminosa que reside em São Luís (MA), e Antônio de Deus Pereira, líder da organização no Piauí.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.